Para que serve a sibutramina

Em algum momento você deve ter ouvido falar sobre este medicamento. Utilizado como parte do tratamento para a obesidade, seu uso indevido para emagrecer traz diversos riscos para a saúde. Se você desconhece, leia este artigo até o final e descubra tudo sobre ele.

É um medicamento

A resposta rápida sobre o que é a sibutramina é esta. Ele atua inibindo os neurotransmissores do cérebro que regulam funções importantes, como sono, humor e apetite.

Em condições específicas, ele é indicado para o tratamento de pacientes com obesidade em graus elevados.

Então, como ela faz você perder peso?

Essa é a pergunta principal que é feita quando se fala deste medicamento. Como atua diretamente no cérebro, a sibutramina faz com que o este seja enganado, e entenda que você está constantemente saciado, assim consume menos calorias nas refeições.

Consequentemente, vai diminuir de peso. Vale destacar que ele não tira sua fome, mas vai fazer você se sentir saciado e não vai conseguir comer em grandes quantidades. Você ainda terá apetite, mas ele vai ser suprido mais rapidamente.

Para que serve a sibutramina

Para quem é indicada?

Seu uso só deve ser feito sob prescrição e orientação médica. Ela só é indicada para os casos de obesidade e para pacientes que não tenham contraindicações, ou outras patologias.

Por si só, ela não será tão eficaz, devendo ser associada a uma alimentação balanceada e acompanhada de uma rotina de exercícios.

Cuidado no uso

Mesmo com orientação, deve-se ter bastante cuidado com o seu uso contínuo. Por se tratar de um medicamento tarja preta, ele atua no cérebro causando dependência e seu princípio ativo pode trazer problemas de saúde.

Seu uso é restrito e só pode ser comercializado sob prescrição médica e vendido com a retenção da receita. Inclusive, é um tipo de fármaco que sequer pode ter propaganda veiculada.

Efeitos colaterais importantes

É bem necessário estar atento aos possíveis efeitos colaterais causados por seu uso. Os mais frequentes são boca seca, insônia e constipação.

Mas ainda é possível causar aumento da pressão arterial, suor excessivo, náuseas e tontura.

Ao longo do tratamento, a frequência e gravidade destes sintomas pode aumentar ou diminuir, portanto, toda alteração deve ser anotada e informada ao médico que acompanha o paciente.

Atenção às contraindicações

Existe uma lista de contraindicações que devem ser observadas atentamente. Crianças, adolescentes, grávidas e diabéticos são algumas das pessoas do grupo que não podem consumir este medicamento.

E, independente de estar na lista de contraindicações, o médico deve avaliar os riscos e benefícios do uso deste fármaco, ponderando se realmente vale a pena sua prescrição.

É necessário também avaliar quais outros medicamentos consumidos pelo paciente, já que a sibutramina pode ter interação medicamentosa.

Seguir à risca as orientações

Extremamente importante é seguir corretamente as orientações médicas de uso. Não se deve deixar de tomar por conta própria, ou ainda, tentar tomar uma dose maior, imaginando que vai ter resultados mais rápidos.

É um medicamento que pode realmente ajudar no problema da obesidade, desde que seu uso seja feito de forma correta e sob orientação médica.

Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published.